Porque devemos ficar atentos à Ad Astra, novo filme de Brad Pitt?

Um filme que tem em seu elenco peças estelares (com o perdão do trocadilho) como Brad Pitt, Tommy Lee Jones, Liv Tyler e Donald Sutherland, por si só já não deveria ser ignorado. Porém,  Ad Astra: Rumo Às Estrelas, novo filme do cineasta James Gray (Fuga para Odessa e Z: A Cidade Perdida), tem em seu escopo algo que poucos filmes de ficção científica possuem: o fato de ser realmente cerebral.

Cerebral não apenas no sentido de nos fazer refletir sobre se as leis da física estão sendo aplicadas da maneira correta ou não durante o filme, mas, também, de impactar o público sobre questões como o propósito da vida na terra, o futuro do planeta e, porque não, o grande dilema que é a vida ou não após a morte.

Antes de prosseguirmos, confira a sinopse e assista o trailer:

Roy McBride (Brad Pitt) é um engenheiro espacial, portador de um leve grau de autismo, que decide empreender a maior jornada de sua vida: viajar para o espaço, cruzar a galáxia e tentar descobrir o que aconteceu com seu pai, um astronauta que se perdeu há vinte anos atrás no caminho para Netuno.

Se toda essa complexidade realmente se confirmar, Ad Astra tem potencial para se juntar a um seleto grupo de recentes filmes com temáticas semelhantes que já foram eternizados pela crítica e pelo público, como Gravidade (2013), de Alfonso Cuarón, Interestelar (2014), de Cristopher Nolan (uma verdadeira explosão mental), e Perdido em Marte (2015), de Ridley Scott.

Ousando um pouco mais para quem é apaixonado por filmes como 2001: Uma Odisséia no EspaçoApocalypse NowAd Astra tem um ponto estratégico que é, justamente, esta questão transcendental, assim como disse o diretor ao site americano Deadline. “Para todos os efeitos, nós estamos sozinhos no universo. E o que isso significa para as espécies? Acho que é quase uma questão metafísica”.

Ad Astra: Rumo às Estrelas entra em circuito nacional no próximo dia 19 de setembro. O que achou deste artigo? Deixe seu comentário se você vai ou não encarar o filme! Até o próximo post!

por Wilson Schmidt Junior

3 comments

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *