Martin Scorsese diz que filmes da Marvel não são cinema e James Gunn não deixa por menos

Olha a treta! Ao que tudo indica, a divisão entre o cinema cerebral e o cinema POP ainda é uma realidade em Hollywood. Recentemente, em entrevista a revista Empire, o diretor ultra consagrado Martin Scorsese comentou sobre a sua aversão aos filmes produzidos pelo Universo Cinematográfico Marvel.

“Eu não vejo [os filmes da Marvel]. Eu tento, sabe? Mas eles não são cinema”, disse. “Honestamente, o máximo que posso pensar, da maneira como são bem feitos, com os atores fazendo o melhor que podem, é que esses filmes são parque temáticos. Isto não é cinema, onde seres humanos tentam trazer experiências emocionantes e psicológicas a outro ser humano”.

Ok! Pode ser apenas a opinião de Scorsese, mas vamos combinar que um pouco mais de respeito seria de muito bom gosto, até mesmo porque foi essa indústria que deu uma nova vida ao Cinema como nós conhecemos! Não estou certo?

O comentário de Martin Scorsese, não surpreendentemente, atraiu fortes reações nas redes sociais, sobretudo no Twitter. James Gunn, diretor da franquia Guardiões da Galáxia, entrou na treta, porém, mais na base do morde e assopra. Primeiramente, Gunn disse que o mestre nova iorquino é um dos seus cineastas vivos favoritos. Depois, educadamente, soltou o verbo.

“Eu fiquei ultrajado quando boicotaram A Última Tentação de Cristo sem terem visto o filme”, ele tuitou. “Agora, estou triste porque ele está julgando meus filmes da mesma maneira”. E novamente contemporizou. “Dito isso, eu sempre vou amar Scorsese, ser grato por suas contribuições para o cinema, e mal posso esperar para assistir O Irlandês”.

O roteirista de Doutor Estranho, C. Robert Cargill, também entrou na “briga”. Pelo Twitter, o profissional primeiramente disse que Scorsese é um gênio. Masssss… não ficou apenas nisso. “Todos que pensam que a Marvel está apenas tentando fazer de seus filmes um monte de parque de diversões está sendo injusto e cínico”.

E você, qual a sua opinião? Respeitamos todas. Mas por aqui acreditamos que o cineasta acabou sendo bastante infeliz, não por expressar sua opinião, mas por querer que a mesma seja uma verdade absoluta, impondo-a sem o devido benefício da dúvida. É muita prepotência, não? Podemos, porém, perdoar, já que estamos falando do cara que trouxe Taxi Driver, Touro Indomável, O Rei da Comédia, Os Bons Companheiros, dentre tantas outras peças magistrais da sétima arte.

Estamos ansiosos para ler o seu comentário. Deixe ele aqui embaixo e confira nossos outros conteúdos!

2 comments

  1. Acho que ele tem toda razão. Curto muito os filmes da Marvel e DC. Mas não é cinema. É um ótimo vídeo game. Muito computador envolvido e ultimamente umas histórias sem nexo, até para quem é um fã nerd.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *